O que é um mercado livre?

Um mercado livre é um tipo de sistema econômico controlado pelas forças de mercado de oferta e demanda, Oferta e Demanda. As leis de oferta e demanda são conceitos microeconômicos que afirmam que em mercados eficientes, a quantidade ofertada de um bem e a quantidade demandada de que bons são iguais uns aos outros. O preço desse bem também é determinado pelo ponto em que a oferta e a demanda são iguais. em oposição aos controles governamentais que envolvem monopólios de redução de preços. É diferente de um mercado regulado ou economia de comando. No último, é um órgão do governo central que decide sobre a oferta e a demanda, o que significa que o mercado não opera livremente. Em um mercado livre, a maioria das empresas e propriedades pertencem a indivíduos ou entidades do setor privado, em vez do Estado.

Mercado livre

Compreendendo a Economia de Mercado Livre

Os economistas definem um mercado livre como aquele em que os produtos são trocados por compradores e vendedores dispostos a isso. Comprar mantimentos a um determinado preço estabelecido pelo agricultor é um bom exemplo de troca econômica. Pagar a um trabalhador um salário mensal Remuneração Remuneração é qualquer tipo de remuneração ou pagamento que um indivíduo ou empregado recebe como pagamento pelos seus serviços ou trabalho que realiza para uma organização ou empresa. Inclui qualquer salário base que um empregado receba, junto com outros tipos de pagamento que se acumulam durante o curso de seu trabalho, que é outra instância em que ocorre uma troca econômica.

Em uma economia de mercado livre ou pura, os vendedores de produtos diferentes não enfrentam barreiras. Essencialmente, pode-se vender qualquer produto que deseje vender e a qualquer preço. No entanto, no mundo real, esse sistema econômico raramente existe. Tarifas Tarifas Uma tarifa é uma forma de imposto cobrado sobre bens ou serviços importados. As tarifas são um elemento comum no comércio internacional. Os principais objetivos da imposição de impostos sobre as importações e exportações e as restrições legais, como a restrição de idade às bebidas alcoólicas, são barreiras para um mercado livre.

Em geral, as economias capitalistas Capitalismo O capitalismo é um sistema econômico que permite e incentiva a propriedade privada de empresas que operam para gerar lucro. Também conhecido como sistema de mercado, o capitalismo é caracterizado por direitos de propriedade privada da terra, mercados competitivos, o estado de direito estável, mercados de capitais de operação livre, que são praticados pela maioria das democracias, incluindo os Estados Unidos, são livres apenas porque a propriedade pertence a indivíduos em oposição ao governo.

Características de um mercado livre

Uma economia de mercado livre é caracterizada pelo seguinte:

1. Propriedade privada de recursos

As economias livres existem porque uma parte significativa dos recursos pertence a indivíduos ou empresas do setor privado e não a uma agência do governo central. Dessa forma, os proprietários exercem controle total sobre os meios de produção, alocação e troca de produtos. Eles também controlam a oferta de trabalho.

2. Mercados financeiros prósperos

Um fator-chave que ajuda uma economia de mercado livre a ter sucesso é a presença de instituições financeiras. Os bancos e corretoras existem para dar aos indivíduos e empresas os meios para trocar bens e serviços e fornecer serviços de investimento. As instituições financeiras obtêm lucro cobrando juros ou taxas nas transações.

3. Liberdade para participar

Outra característica de uma economia de mercado livre é que qualquer indivíduo pode participar dela. A decisão de produzir ou consumir um determinado produto é totalmente voluntária. Isso significa que as empresas ou indivíduos podem produzir ou comprar o quanto quiserem de um produto.

Benefícios de um mercado livre

A ausência de influência governamental permite a empresas e indivíduos uma ampla gama de liberdade.

1. Liberdade para inovar

Em uma economia de mercado livre, os proprietários de negócios desfrutam da liberdade de apresentar novas ideias com base nas necessidades dos consumidores. Eles podem criar novos produtos e oferecer novos serviços a qualquer momento que desejarem. Dessa forma, os empresários raramente dependem de agências governamentais para notificá-los sobre as necessidades dos consumidores.

Os empreendedores fazem suas próprias pesquisas e identificam tendências populares. A inovação entre diferentes empresas privadas pode levar à competição, pois cada empresa tenta melhorar as características de seus produtos para torná-los melhores.

2. Os clientes conduzem as escolhas

Com um sistema econômico de mercado livre, são os consumidores que decidem quais produtos serão um sucesso e quais fracassarão. Ao se deparar com duas opções de produtos, o consumidor avalia as características de cada um e escolhe o que deseja, optando idealmente por aquele que oferece melhor relação custo-benefício.

Em grande medida, o consumidor também influencia o preço fixado em um produto. Como tal, os produtores precisam encontrar um equilíbrio entre a faixa de preço que lhes dá lucro, mas ainda é acessível ao consumidor médio.

Desvantagens de um mercado livre

Apesar de seus benefícios, uma economia livre também apresenta algumas desvantagens:

1. Perigos de fins lucrativos

Uma desvantagem de uma economia de mercado livre é que alguns produtores são movidos exclusivamente por seus motivos de lucro. Mesmo que o objetivo principal de qualquer empresa seja gerar lucro, tal objetivo não deve ser priorizado sobre as necessidades dos trabalhadores e consumidores. Simplificando, uma empresa nunca deve comprometer a segurança de seus trabalhadores ou desconsiderar os padrões ambientais e de conduta ética apenas para obter lucros supernormais.

Um exemplo ocorreu no início dos anos 2000, uma época em que o comportamento antiético se tornou predominante entre empresas como a WorldCom e a Enron. Em 2010, o derramamento de óleo da Deepwater Horizon, que é um dos maiores desastres ambientais nos Estados Unidos, aconteceu porque a empresa usou cimento abaixo do padrão e outras medidas de redução de custos.

2. Falhas de mercado

Às vezes, uma economia de livre mercado pode sair de controle, causando consequências terríveis. Bons exemplos de falha de mercado incluem a Grande Depressão. A Grande Depressão. A Grande Depressão foi uma depressão econômica mundial que ocorreu do final dos anos 1920 até os 1930. Por décadas, debates continuaram sobre o que causou a catástrofe econômica, e os economistas permanecem divididos em várias escolas de pensamento. dos anos 1930 e o crash do mercado imobiliário ocorrido em 2008. As falhas do mercado podem levar a resultados devastadores, como desemprego, falta de moradia e perda de renda.

Resumo

Um mercado livre é uma economia autorregulada que funciona com base na demanda e na oferta. Em um mercado verdadeiramente livre, uma agência do governo central não regula nenhum aspecto da economia. Ao remover as regulamentações governamentais, a natureza do mercado livre força as empresas a fornecer produtos e serviços superiores que atendam às necessidades dos consumidores. Um sistema econômico de mercado livre também ajuda os vendedores a criar preços acessíveis para todos.

Recursos adicionais

Finance é o provedor oficial do Financial Modeling & Valuation Analyst (FMVA) ™ Certificação FMVA® Junte-se a mais de 350.600 alunos que trabalham para empresas como Amazon, JP Morgan e programa de certificação Ferrari, projetado para ajudar qualquer pessoa a se tornar um analista financeiro de classe mundial . Para continuar avançando em sua carreira, os recursos financeiros adicionais abaixo serão úteis:

  • Multiplicador Keynesiano Multiplicador Keynesiano O Multiplicador Keynesiano é uma teoria econômica que afirma que um aumento nas despesas de consumo privado, despesas de investimento ou gastos governamentais líquidos (gastos públicos brutos - receita tributária do governo) aumenta o Produto Interno Bruto (PIB) total em mais de montante do aumento.
  • Laissez-faire Laissez-faire Laissez-faire é uma frase francesa que se traduz como "deixe-nos em paz". Refere-se a uma ideologia política que rejeita a prática de intervenção governamental na economia. Além disso, o estado é visto como um obstáculo ao crescimento econômico e ao desenvolvimento.
  • Reaganomics Reaganomics Reaganomics refere-se às políticas econômicas propostas pelo presidente dos Estados Unidos Ronald Reagan durante sua presidência na década de 1980. As políticas foram introduzidas para combater um longo período de lento crescimento econômico, alto desemprego e alta inflação que ocorreu sob os presidentes Gerald Ford e Jimmy Carter.
  • Socialismo vs. Capitalismo Socialismo vs. Capitalismo Em uma economia, socialismo vs. capitalismo representam escolas de pensamento opostas, e seus argumentos centrais tocam no papel do governo na economia e na igualdade econômica entre os cidadãos

Recomendado

O que significa & ldquo; Sob a tenda & rdquo; Significar?
Principais organizações profissionais de finanças
O que é a função ROUNDDOWN?